Clique aqui e seja um dos primeiros a conhecer o OFICINA CLUB.
Bancada de Madeira Reciclada para Oficina de Casa

Bancada de Madeira

Como fazer uma bancada de trabalho com madeira reciclada

Quando nos propomos a fazer algo em casa, não importando com quais materiais vamos lidar, é de suma importância ter uma superfície onde possamos realizar o trabalho sem a preocupação de estragar o local. Por isso, ter uma bancada de trabalho facilita muito a nossa vida.

Ela tanto pode ser comprada como pode ser construída. A seguir, mostramos o passo a passo da elaboração de uma bancada de madeira, para que você comece a montar a sua oficina.

Oficina de Casa PDF

O primeiro passo é definir o projeto da bancada, como ela será construída e que dimensões terá. A partir daí, podemos definir uma lista dos materiais que serão usados.

Como se trata de uma bancada de madeira, definimos as espessuras das peças que serão utilizadas, bem como o tipo de madeira que será aplicado.

É importante que a bancada seja robusta e resistente, além de permitir a realização de qualquer tipo de trabalho sobre ela.

Quanto ao tipo de madeira, precisa ser, de preferência, maciça e pesada, o que dará uma boa estabilidade. Imagine você trabalhando em uma bancada toda mole, balançando. Não dá certo.

O ideal é comprar as madeiras já aparelhadas em alguma madeireira, que possui máquinas próprias para isso. Nesta bancada usamos:

  • Tampo: (1,30 m x 0,58 m x 4,5 cm) – 2 pranchas de 0,29 m de peroba emendadas;
  • Pés: (0,86 m x 10 cm x 5 cm) – 4 peças de viga;
  • Travessas horizontais: (5 m lineares x 7 cm x 5 cm) – Caibros.

Adquirimos as peças em tamanhos maiores e, após fazer todas as marcações, foram cortadas nos comprimentos desejados, usando-se uma serra circular manual.

Para que os cortes saíssem perfeitos, usamos como guia um pedaço de sarrafo fixado com grampos às vigas, o que serviu de apoio para a base da serra circular deslizar corretamente. Demos os descontos de medida necessários da lateral da base até o eixo da serra.

Depois das peças cortadas nos comprimentos certos, passamos às marcações…

…para começar as furações necessárias para montá-la. Estas furações podem ser feitas com uma furadeira de bancada ou com uma furadeira presa a um suporte vertical…

…ou com uma furadeira manual, usando-se um gabarito para que os furos saiam alinhados.
Criamos dois quadros laterais, que depois foram interligados por três travessas, duas em baixo e uma em cima e atrás.

Por uma questão didática, unimos os dois quadros laterais de maneiras diferentes, mostrando com isso duas opções de fixação. Na primeira opção, usamos cavilhas de madeira para posicionar as travessas horizontais nas verticais…

…e, depois, unimos as duas peças verticais com duas barras rosqueadas, que são parafusos a metro que não possuem cabeça, onde podemos usar porcas e arruelas dos dois lados, logo abaixo das travessas horizontais.

Na segunda opção, utilizamos porcas embutidas por dentro das travessas horizontais de maneira que, quando apertadas com as barras rosqueadas, travam todo o quadro sem a necessidade de colocar cavilhas, bastando apenas fazer uma furação diferente na travessa horizontal. Uma furação por dentro – na qual irá encaixada a porca – e uma no topo por onde virá a barra rosqueada.

Para o corte dos pedaços de barra rosqueada, pode-se usar tanto um arco de serra com uma serra para metal como uma esmerilhadeira, que agiliza o processo.

Antes de montar definitivamente os dois quadros laterais, devemos fazer as marcações e realizar os encaixes para unir as duas laterais com as três travessas horizontais, que travam toda a base da bancada.

Para realizar o corte do encaixe, é preciso fazer diversos cortes paralelos até a profundidade desejada e depois remover o miolo com um formão.

A partir daí, é só fazer um furo na travessa e na perna para transpassar um pedaço de barra rosqueada de um lado a outro.

Depois de toda a base da bancada devidamente montada e parafusada, unimos as duas pranchas do tampo usando cola e cavilhas; ,depois fixamos o tampo na base através de parafusos. Além da madeira, foram utilizadas barras rosqueadas de ½ polegada, porcas, arruelas, cavilhas de 10 mm e cola para madeira.
Para complementar, pode-se instalar sobre a bancada uma morsa metálica, que será útil para fixar peças enquanto você trabalha.

Ferramentas utilizadas

  • Serra circular manual
  • Esmerilhadeira
  • Furadeira manual
  • Suporte vertical para furadeira (opcional)
  • Furadeira de bancada (opcional)
  • Gabarito para furação
  • Brocas
  • Formões
  • Malho de madeira
  • Esquadro
  • Metro
  • Lápis
  • Alicates
  • Chaves de boca
  • Grampos

Materiais usados

  • EPIs (Equipamentos de Proteção Individual)
  • Luvas
  • Óculos
  • Máscara para pó
Criado com Area de Membros WP