Posts

Veja mais duas formas de arredondar cantos de madeiras, usando uma furadeira com disco de borracha e lixa ou uma esmerilhadeira com disco flap. As duas formas exigem um pouco de habilidade a princípio, mas são muito práticas.

Basta trocar o disco de uma esmerilhadeira para mudar sua função.Existem os discos de corte, os discos de desbaste e os discos flap, que servem tanto para desbaste como para lixar e dar acabamento em peças metálicas.

Nesta Dica, ensinamos a fazer um Gabarito ou Jig 90º, feito em tubos de ferro, para facilitar as junções em ângulo de peças metálicas e madeira também. Use sargentos ou alicates de pressão para prender o Jig nas peças e depois é só soldar ou aparafusar.

Vejam a estante de tubos de ferro que estamos fazendo para guardar ferramentas e materiais na oficina. Toda a estrutura será soldada e receberá prateleiras de madeira

Soldar tubos de ferro de paredes finas requer bastante prática.Acompanhe algumas dicas para fazer emendas de tubos de forma que fiquem alinhados, pois o calor gerado na soldagem tende a desalinhar a emenda.Outro problema que ocorre são os buracos que se abrem na emenda quando não se controla a ação do eletrodo.Daí é necessário depositar material para fechá-los.

Você curte um churrasco? Que tal incrementá-lo criando um defumador caseiro para melhorar o sabor de suas carnes?
Neste episódio mostramos como fazer um defumador usando dois vasos de barro, um pedaço de tela metálica e mais algumas ferragens, de forma bastante simples. Para defumar suas carnes use serragem ou lascas de madeiras de árvores frutíferas, como laranjeira, pessegueiro, amoreira, etc.

Veja como transformar um pedaço de viga antiga e rústica em uma mão francesa para apoiar uma prateleira, de forma que pareça que a viga está apenas encostada na parede.Na verdade, criamos um suporte de ferro que é preso na parede e recebe a viga encaixada.

Neste programa mostramos dicas de como cortar metal, utilizando ferramentas manuais como um arco de serra, uma esmerilhadeira angular e uma serra de fita à bateria.
Os metais se apresentam de inúmeras formas diferentes, porém as ferramentas para trabalhá-los não são muitas.

Mesa para notebook, suporte para laptop, chapa de alumínio, folha de madeira.

Acompanhe o passo a passo para fazer um projeto com um belo design, uma peça simples e leve para você usar no seu dia a dia, uma mesinha para notebook.

Usando um retalho de chapa de alumínio, de 1,5 mm de espessura, ensinamos como cortá-la, dobrá-la, e furá-la para criação de um alça. Definimos uma inclinação para melhorar a ergonomia da peça.

Depois de terminada a ação com a chapa, passamos para o acabamento. Revestimos a peça com folha de madeira, de ambos os lados, o que deixou-a com uma leveza visual. Temos a impressão que pegamos uma chapa de madeira fina e a dobramos no formato desejado.

Não deixe de fazer a sua.

[divider]
Oficina de Casa PDF

Esmerilhadeira angular, corte de metais ,desbaste de metais, corte de aço, corte de aço inox, corte de alumínio, desbaste de cordão de solda, acabamento de cordão de solda, corte de tubos, corte de perfis, corte de metalon, corte de canos.

Esta é a máquina para corte e desbaste de metais, entre eles o aço, aço inox, alumínio. Ela tem este nome de angular pois o disco gira em 90 graus em relação à rotação do motor. Trabalha em alta rotação o que contribui para a realização do corte,em conjunto com as características do disco. Deve ser usada sempre segurando com as duas mãos, estando a peça a ser cortada ou desbastada, fixada na bancada. Pelo fato de gerar faíscas, é importante que se proteja as coisas no espaço de trabalho, como no caso de vidros,os quais queimam com as faíscas.

Os discos utilizados para corte de metais são feitos de material abrasivo, adesivo e manta de fibra de vidro (reforço) na sua composição. É de suma importância se proteger com os EPI’S para evitar acidentes. Eles são fabricados para cada tipo de material a ser cortado e devem ser usados sempre com rotações inferiores ao máximo descrito em seu corpo. Antes de utilizá-los verifique que não estejam apresentando defeitos antes de iniciar o corte .Os discos de corte trabalham com a força aplicada no seu topo em 90º, já nos discos de desbaste, a força é na sua lateral ,daí o fato de serem bem mais grossos e reforçados.

Para comprar acesse: http://www.madeirasgasometro.com.br/oficina-de-casa/esmerilhadeira-angular?PS=24

Aprenda o passo a passo para fazer um painel

Como o espaço de minha oficina é um pouco úmido, se as madeiras não estiverem protegidas, acabam mofando.
Resolvi criar painéis que não mofassem ou enferrujassem.
Comprei chapas perfuradas de alumínio – em um sucateiro –e as transformei em painéis.

[divider]

Construí quadros com cantoneiras de ferro galvanizado e nos quatro cantos dos quadros, soldei perpendicularmente afastadores para que não ficassem encostados na parede. Esses quadros foram soldados.

[divider]

Depois, furei todo o contorno dos quadros e rebitei as chapas de alumínio.
Para pendurar as ferramentas, criei ganchos específicos para cada tipo de peça, usando arame galvanizado. Fiz uma grande economia, pois esses ganchos e suportes para ferramentas não são baratos e – dependendo de quanto você tem para pendurar – a conta pode ficar bem alta.

[divider]

Depois de organizado, ficou assim.

Você gosta de pizza? Conheça um forno diferente

Infelizmente, não registrei em detalhes todo o passo a passo deste forno, mas vou contar sua história porque é um exemplo de reciclagem, reaproveitamento de materiais e um estímulo à criatividade.
Eu queria ter um forno de pizza, mas, ao mesmo tempo, queria poder mudá-lo de lugar. Por isso, não poderia ser de alvenaria.
Durante algum tempo, visitei com uma certa frequência uma empresa que recicla sucata industrial e que coloca para vender as peças em bom estado. Num certo dia, encontrei um tambor de inox oitavado, chapa grossa, e visualizei nele um forno de pizza. Mas não é sempre que as ideias dão certo.
Abri uma boca na sua lateral, coloquei uma portinha, fiz um buraco em cima para a chaminé, criei uma base redonda com tijolos refratários para acompanhar seu formato e acreditei que tivesse feito ”O FORNO”.

[divider]

Ficou uma droga! Era muito pequeno, não cabia a lenha e a pizza ao mesmo tempo; enfim, a ideia não tinha dado certo. Ficou encostado um tempão, quase indo para o lixo.
Foi aí que resolvi mudar tudo, pensei na situação e cheguei a uma solução muito boa.
Criei uma estrutura com tubos galvanizados (metalon), como se fosse uma mesa alta, revestida com tijolos refratários. Comprei um retalho de chapa grossa – também de inox – e criei na boca do forno um prolongamento, como se fosse um iglu. Fiz uma outra tampa e o forno renascia.

[divider]

Fiz um molde em papel para que a chapa se amoldasse à curvatura do forno, fiz os cortes necessários com uma esmerilhadeira, abri bastante a antiga boca, com o intuito de aumentar a área cúbica do forno, e deu certo. Como ele é de inox, usei eletrodos próprios para soldar inox. Nascia o tão esperado forno de pizza.

[divider]

Por ser metálico, conserva perfeitamente o calor e assa muito bem as redondas.
Eu o projetei de um jeito que se quiser desmontá-lo dá para virar o tambor de boca para cima e encaixá-lo sob a base de refratário. Se você reparar na foto, há um corte na base de baixo que é justamente onde se encaixa a parte do tubo da chaminé.
Ainda falta fazer uma tampa com chapa galvanizada que cubra a base de refratário, protegendo-a da chuva e de sujeira.